nome blog
Mostrando postagens com marcador urbanismo. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador urbanismo. Mostrar todas as postagens

Transformando galpão abandonado de 246 m² em um lindo loft no estilo industrial

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Segundo o escritório autor do projeto, Urbana arquitetura, o objetivo era tornar esse galpão abandonado e quase que completamente sem vida (pois possivelmente haviam insetos e mamíferos, habitando), em uma habitação amável e aconchegante.

A fachada estava como nessa foto abaixo, completamente desagradável aos olhos.




O intuito era reaproveitar a maior quantidade de materiais possíveis e reduzir ao máximo todos os gastos.

Acima do dormitório foi implantado um telhado/terraço verde, para que o mesmo se mantenha numa temperatura estável o tempo todo.


As paredes se mantiveram em concreto e a instalação elétrica foi feita externamente usando eletrodutos metálicos, o que remeteu à arquitetura industrial. Esses eletrodutos facilitam a instalação, de modo que você pode mudá-las a qualquer momento sem precisar quebrar as paredes e lajes.



As vigas em aço aparente deram um charme e ao mesmo tempo, a sensação de imponência e rusticidade, pois automaticamente o cérebro te direciona ao pensar no bruto, quando se vê o aço.



O piso vinílico foi aplicado somente no dormitório e sala de estar e os demais cômodos ficaram com o chão em concreto.


A base do sofá é de concreto retirado a partir de uma laje que não era mais útil e as almofadas foram confeccionadas sob medida.





A cozinha foi toda composta por moveis reutilizados!


A telha foi trocada pela telha sanduíche que garante muita resistência e confortabilidade, além de ter uma aparência incrível.



Aos fundos possui um espaço em contato com a natureza.


A foto abaixo é a fachada final. Não teve muitas mudanças além da grande porta que foi pintada. Fez jus à aquele famoso dizer: "quem vê face, não conhece o coração", pois ninguém imagina a maravilhosidade que possui adentro de porta amarela.


Abaixo está o projeto técnico/arquitetonico do loft para que você possa entender melhor...





Eu adorei o resultado e você? Moraria nesse espaço?

Informações e fotos via ArchTendências


Horta urbana comunitária: amor solidificado em sabores

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Floressssssss, recentemente andando pela minha cidade aqui no interior de sp, encontrei algo que não fazia ideia que tínhamos... uma horta comunitária!

Estava lá, super tímida, com seu porte físico pequeno mas com uma alma e um significado impalpável imensurável.

Horta da minha cidade.

Morro de vontade de começar a mudar o mundo externamente. Tenho me policiado bastante quanto ao meu interior, esse é o primeiro passo pra que tudo flua tranquilamente nesse universo. Mas sinto que tô quase lá, quase pronta pra começar a exercitar o exterior.



A terra é maravilha divina, produz alimentos diversos com sabores misteriosos, cores magnificas, formatos surpreendentes...

A terra é sagrada, mas acredito que poucos saibam. Industrias modificam sua estrutura biológica pra que acelerem o desenvolvimento dos alimentos. Gosto de pensar que eles não saibam, gosto de acreditar que humanos não são tão maus.

Eu sei, não fosse assim, a agricultura não venceria tamanha demanda de consumo mundial. Nesse ponto não discordo, mesmo assim, sei que ainda existe um abuso de poder químico por trás dessa coisa toda.
Produtos químicos - drogas - que desconheço a procedência, chegam até a minha e a sua mesa. Servimos drogas ao nossos filhos, animais e a nós mesmos.
Esse é uma questão pra pensar seriamente e começar a amar. Amar a nossa Terra, a nossa vida e a vida do nosso próximo.

A agricultura consome tamanha parte da água da nossa Terra, irrigadores desenfreados trabalham segundo por segundo, e se deixarmos será assim até a eternidade. Ou não, talvez na eternidade não se saberá mais o que foi a tal água.

Ter uma horta privada no quintal de casa é ótimo. Ter uma horta compartilhada no bairro, é maravilhoso. O verbo ter até desapareceria. Seria de todos que são fortemente pacientes e amorosos.

As despesas quando dividas em grupo, ficam leves. Todos devem jurar o comprometimento e o cuidado.
Encontrei uma ilustração que explica bem essa ideia:


A horta pode ser disposta tanto na posição horizontal quanto na posição vertical, em vasos ou diretamente ao chão. Podemos dar um novo fim para os tubos pvc, os caixotes, as calhas entre outros...








E aí, vamos abrir o coração e apadrinhar uma horta?