nome blog
Mostrando postagens com marcador sumiço. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador sumiço. Mostrar todas as postagens

Eu te esperei...

sábado, 19 de agosto de 2017

(Stephanie Ribeiro - via)
- - - -
Nos primeiros dias depois que você se foi.
Sentei no balanço vermelho que você me deu.
E como eu não podia fazer mais nada.
Aprendi a te esperar até o dia que você quisesse
Voltar a me balançar.

E te esperei.

Na primeira festa da escola para você
Fiz corações de cartolina com seu nome dentro.
Ensaiei cantar aquela música do Fábio Jr.
E te esperei.
Pensei que no meio daquelas várias pessoas
Você ia surgir para me ver
Que nem acontecia nos filmes da Sessão da Tarde.
Então até o último minuto eu cantei olhando a porta
E te esperei.

No meus aniversários.
Eu te esperei.
Nas formaturas.
Eu te esperei.
No almoço de domingo.
Eu te esperei.

Quando me fizeram chorar a primeira vez no recreio.
Eu te esperei.
Quando não sabiam pentear meu cabelo que era como o seu.
Eu te esperei.
Quando o primeiro garoto me fez me sentir um nada.
Eu te esperei.

Incansavelmente te esperei. 

Guardei sua foto no fundo do meu armário.
Guardei o urso azul que você me deu.
Guardei a memória do balanço vermelho.
E te esperei.
Esperei o equilibrio.
Esperei o balançar no sentido certo.
Esperei o empurrão para chegar mais alto.

Eu esperei seu tempo.
Esperei sua mudança.
Esperei até o último momento.
Sentei no balanço e esperei o seu impulso.
Esperei.

Quando você voltou,
Disse que tinha mudado.
Que sabia o que tinha feito de errado
E prometeu nunca mais me abandonar.
Eu vi meus pés nas nuvens.
Eu senti o vento no meu corpo.
Eu esperei você.
Esperei você me dar todas as provas que por você
Eu nunca seria amada.
Esperei tanto.
Que agora sozinha eu sei me balançar.
 - - - -
Poema de Stephanie Ribeiro, "Lido na última edição do TEDX, no sábado (12/8), em São Paulo, emocionou o público ao relembrar a espera pelo pai, que abandonou a ela e a irmã Giulia quando eram crianças."
"No Brasil 5,5 milhões de crianças não tem o nome do pai no registro, e eu fui uma delas assim como minha irmã Giulia, que para mim importa muito e que pode contar comigo se precisar de um empurrão.  Durante 7 anos nosso registro só constava o nome da minha mãe, minha irmã nem sequer tinha tido contato com ele por esse tempo e após sua “retomada” as nossas vidas uma sucessão de finais de semana sentadas na sala esperando por ele que nunca chegava vivenciamos. É fortalecedor expor isso publicamente, num país que homens como meu pai são abraçados e amparados, enquanto mulheres como minha mãe são isoladas." (Stephanie Ribeiro)

"Estou trabalhando numa construtora, faculdade, cara nova do blog, sumiço..."

domingo, 15 de março de 2015

...





Finalmente estágio \o/

Como vocês sabem, concluí um curso de técnico em edificações em Junho de 2014. Mas ficou uma pendencia, que é um estágio obrigatório de 600 horas/mínimas. E graças a Deus, consegui :) Não tenho muito o que falar ainda, porque é a primeira obra que eu convivo, e tenho muito, mas muito o que aprender ainda. Estou simplesmente amando, já que eu sou apaixonada por tudo que engloba construção civil e higiene e segurança do trabalho^^.

Estou fazendo o possível pra iniciar o curso de Arquitetura e Urbanismo no mês de Junho de 2015. Torçam comigo e orem pra que tudo de certo. Estou super empolgada, pra começar ^^, e tenho fé que tudo vai se encaixar, com a ajuda do Senhor!

Ah, mudei outra vez a cara do blog! O outro layout, sinceramente era lindo e eu amava ele. Mas senti a necessidade de mudar. Sempre digo que vou ficar um bom tempo com um layout, mas não consigo ^^ :) ...

Andei sumida novamente, mas é que eu chego um tanto cansada do estágio e não 'valho' mais nada :). Agora, vou dar um jeito de programar as postagens, porque estou em falta com o blog, confesso, e preciso me dedicar muito mais tempo a ele . É isso, mas se tiverem alguma duvida é só perguntar aqui, okay? ;)


Faça você: Quadro de confetes

sábado, 15 de novembro de 2014

Hoje venho ensinar a vocês, como confeccionar um quadro de confetes. Gosto da ideia dos confetes, mas adotaria outra ideia, como por exemplo: descartar chicletes, rolhas e pilhas usados(as). Se quiser optar por um quadro de descartes, não se esqueça de deixar um furo na parte superior do vidro, certo?!
    Uma vez já fiz um painel para descarte de chicletes usados, é uma forma de proteger o meio ambiente e acaba decorando, pois os chicletes são coloridos. Ficava instalado na parede do meu quarto, mas minha mãe acabou dando um sumiço nele, haha!

    Vamos aos materiais necessários:

  • Um quadro - Cor e dimensões de sua preferencia. Deve ter uma profundidade minima de 03 cm. Na parte frontal um vidro fixo e na parte posterior uma madeira removível.
  • Tesoura
  • Papel seda - De diferentes cores. Dentre as cores que escolher, opte por ter uma cor metalizada, como o prata e o ouro, pois dará um toque de interesse a mais!

Confeccionando:


    Agora vamos criar o confete. Escolha algumas formas segundo o seu coração :). Podem ser corações, círculos, quadrados, triângulos, fitinhas... Enfim, existem inúmeras opções!



    Personalize a base posterior, caso queira (madeira do quadro).





Eu penduraria na parede, mas sobre algum móvel também caiu bem! A quantidade de confete definirá o nível de enchimento do seu quadro! Espero que tenham gostado!
 (Observações: Andei sumida por aqui, e devo explicações à vocês não é? Então, como já tenho dito algumas vezes, meu trabalho está consumindo a maior parte dos meu dias e chego mega cansada, o que resulta em não postar aqui. Eu sei que devo me esforçar mais, afinal o blog é super importante pra mim. Perdoem-me pela ausência, acho que foi mais que uma semana e espero que não aconteça mais isso :) Espero que entendam.)

Beijo beijo e até logo!

Meu sumiço...

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Olá colegas! Aqui estou, após 09 dias sem postar!


      Durante esses nove dias sem escrever, muitas coisas aconteceram. Uma delas foi que: comecei a trabalhar... mas infelizmente, num hospital!
      Mesmo sabendo que não tenho a menor relação com um hospital, aceitei a proposta, pois foi meu primeiro emprego, onde pude ter minha primeira pior experiencia com trabalho!
      Nos dois primeiros dias, foi tudo fácil (quinta e sexta passada)
      Chegou o final de semana fui viajar... Fui para um casamento. A viajem em si, gostei. Eu sempre digo à minha mãe:
      - O que eu mais gosto numa viagem, meu amor, é o tempo que passo na estrada. Quando chego no local... ... ...Tudo muda!
      A festa não foi como "nós" esperávamos! E dormimos num lugar indigno de nossa presença.
      Voltamos para casa. Ah! Foi a melhor parte da viagem!
      Cheguei em casa, tava uma bagunça, mas meu amor limpou. Tomei um banho e dormi na melhor cama do mundo.
      Na segunda-feira fui trabalhar, até que gostei. 
      Fui na terça-feira , mas não