nome blog
Mostrando postagens com marcador juntas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador juntas. Mostrar todas as postagens

Lugar de mulher é na cozinha, mas não na cozinha gastronômica

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

(chef Helena Rizzo, da Padoca do Maní - grupo Maní)


Não é segredo que por um período incalculável, as mulheres só eram uteis para vencer o serviço domestico e criar os filhos enquanto que o homem trabalhava externamente para suprir as necessidades da casa. 

Lamentavelmente, ainda existem diversos casos de submissões ao gênero masculino. E não é porque mulher gosta de apanhar não, cada caso tem seu nível de delicadeza e não cabe aos externos, julgá-los. O que deve-se fazer, é conscientizar a mulher sobre seus direitos à proteção (não por ser frágil - porque mulher não é frágil como dizem - mas com uma proteção assegurada por Lei o homem temerá à algo). 

Me magoa profundamente pensar que mulher ainda precisa da Lei de Maria da Penha para se proteger fisicamente de um ser que é constituído da mesma matéria que ela. Me magoa também, ao pensar que muitos homens só não agride (fisicamente né, pois palavras são dardos inflamáveis) suas esposas, por temerem à Lei e suas consequências, não por pensar que suas esposas são pessoas que possuem igual valor à si.

Mas o assunto hoje é especifico, vamos ao ponto!

Masterchef Brasil é um dos programas que adicionei aos meus favoritos, gosto de torcer e vibrar juntamente aos participantes que sinto afeição. Não consigo assistir em "tempo real" mas acompanho aos episódios lançados na internet posteriormente.
No episodio de nº 07 que foi ao ar em 15/11, houve uma divisão aleatória dos participantes em 2 equipes composta por 3 indivíduos, mas o que ganhou minha atenção e me deixou incomodada, foi a atitude de Ivo para com Dayse (sendo que a equipe foi composta por: Dayse, Dário e Ivo).
A prova culinária contou com 05 tempos (rounds). Durante o 01º tempo, percebi a tentativa de introdução de Dayse à cozinha. Ficou apenas na tentativa. Durante o 02º tempo, Dayse percebeu uma certa exclusão de sua figura (pois até então, Ivo, o líder do trio só tinha-lhe direcionado tarefas pra lá de pequenas e ainda teria assumido a conclusão das mesmas) e questionou o líder sobre sua presença na cozinha:
D: Somos uma equipe, se todos não trabalharem não funciona! Me dê algo para fazer!  
I: Poxa não há nada mais para fazer (enquanto que ele e Dário, cozinhavam), o tempo é curto e temos poucas coisas. Se ta tão incomodada, pega a vassoura para varrer então! "Mulher é frágil, é delicada na cozinha! É complicado!"

Mas que estranho! Mulher na cozinha caseira, aquela que só é útil para vencer os serviços domésticos, cuidar do filhos, servir e satisfazer sexualmente e se submeter ao homem, essa SIM é boa na cozinha e não deve existir nada de frágil e complicado para ela.  Estranho mesmo! Quando a mulher tem a oportunidade de conquistar um ensino superior, então ela não serve mais para atuar na cozinha? Lugar de mulher não era na cozinha?(ironia) Contraditório, não?
Existe uma constante mudança no suposto **papel** da mulher na sociedade, ditada pelo gênero masculino e lamentavelmente o machismo em sua maioria está dentro de sua casa. É um tal de que mulher não pode, mulher não faz, que até assusta (mas esse susto só aumenta a sede da luta por igualdade).

Flor, à você que está lendo, peço-lhe que se atente aos detalhes. (Não vos chamo de flor por pensar que és frágil. Flores são fortes: secam, florescem, mas continuam enraizadas e em vida até o momento em que a vida lhe for permitida. Peço-lhe ainda que saiba "saltar espinhos" para se proteger quando tentarem puxar-lhe pela raiz.) 

Não inferiorize-se na presença masculina, não sinta-se menor ou com menos importância. Seja como e o que você quiser ser, permita-se. Juntas e entrelaçadas numa só corrente, conquistaremos (tive que me incluir) seus objetivos na sociedade. É complexo, esse tal machismo é tão forte que já está institucionalizado mas a revolução já começou e é feminista. Por amor, não desista! 💛

Ah, escolha carinhosamente um participante para que você sinta afeição. 😀