Mostrando postagens com marcador . Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador . Mostrar todas as postagens

Entre remissões e retomadas

domingo, 1 de abril de 2018 Nenhum comentário
Foram/são imensuráveis as bençãos e nos primeiros episódios fora de plano, renuncia-se toda a benevolência do Cristo?

Jó. Ao pó. Fé incorruptível.

Filhos-amigos do amor, amados na mesma proporção - que Jó. 

Ainda que, de noite, o mundo se acabe. Pela manhã, haverá renovo. Em vida. E a carga, continua, exatamente no peso e tamanho que se pode carregar.

(permaneçam: a fé, a lealdade, a humildade e a coragem)

Lembrem-se, não só de mim

Nenhum comentário
2.

Mas não, só de mim.
Lembrem-se
Do silêncio dos inocentes,
Dos afogados sem ter quem os lamente.
Lembrem-se, também
Dos nadantes que alcançaram terra firme.
Que hajam dádivas para que não se lembrem de mim com desgraça.
Lembrem-se, sim, de todas minhas blasfêmias e descrenças,
mas, também, das minhas remissões
e retomada de posse da consciência.
Lembrem-se da minha vitória,
tardia, mas não menos valiosa.


Lembrem-se de mim

Nenhum comentário
1.

Quando eu deixar de caber no seu colo
e sentires em sua mão estagnar meu coração
Com o orgulho não deitarei,
esse, será herança à minha mãe e meus amores.
Lembrem-se de mim.


 
INÍCIO | PRA TI SOU ELI | CUBO URBANO? | EU, VITIMISMO | ARQUITETURA | POESIAS | CONTATO


Desenvolvido por Michelly Melo
Ilustração por Gabriela Sakata
CUBO URBANO 2014 - 2018