Amor em[quadrado]

Hoje o conteúdo é pra quem adora coisas fofas e pra quem adora decorar a própria casa, ou como no meu caso, o próprio quarto.
Sabe aqueles quadrinhos que vendem nas lojinhas de um e noventa e nove? Isso mesmo, aqueles branquinhos, ou da cor que você quiser, que na maioria das vezes são usados pra colocar retratos. 

Cê pode usar também aquele quadrinho que ta aí na sua cabeceira, com a foto do seu ex. Rasga logo ela, dá pro cachorro babar e use o mesmo quadrinho pra colocar essa fofura que disponibilizei pra você fazer download.

As frases são retiradas de alguns textos da Gabi Freitas, do blog Nova Perspectiva. Se você ainda não conhece, tá perdendo tempo. Acessa logo lá, mas tem que ser agora, ops! Agora não, só depois que ler esse post até o final e baixar as imagens. Mas não deixe de acessar e ler todos os textos que você perdeu até agora, hahahaha.
Escolhi cada frase com amor - apesar de que tudo que ela escreve é com amor e por amor - e essa será uma nova "série" do blog. Enfim, ali embaixo tem uma imagem super carente, que tá gritando: clique em mim. Se você não clicar, ela vai ficar depressiva, então tenha um pinguinho de dó e clique nela pra salvar as imagens em tamanho real.
No total são seis imagens. Imprima-as na metade da folha, caso contrário elas perderão a resolução. Use somente três folhas de papel sulfite a4, por esse motivo o número de imagens é par.
















Clique nela



Casa de vidro

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Como voces já sabem estudante de arquitetura e urbanismo, não vive. Haha, é brincadeira! No último sábado fui até a Casa de Vidro juntamente com os amigos de sala e professoras, localizada na rua Gen. Almério de Moura, 200 - Vila Morumbi, São Paulo - SP, 05690-080.
 Casa de vidro da arquiteta Lina Bo Bardi

Considerada ícone da arquitetura moderna no Brasil, a Casa de Vidro foi o primeiro projeto construído da arquiteta ítalo-brasileira Lina Bo Bardi. O loteamento da antiga Fazenda de Chá Muller Carioba, na região do Morumbi, em São Paulo foi o local escolhido para construção, iniciada entre 1950 e 1951.
A Casa de Vidro, é a residência do casal Lina Bo e Pietro Maria Bardi, ganhou este nome por sua fachada imponente de vidro que parece flutuar sobre pilares.
O jardim da Casa de Vidro, que ocupa uma área de 7.000 m2, expressa o amor do casal pela riqueza natural brasileira. Cuidadosamente planejado e plantado pela própria Lina, a vegetação rasteira da época, transformou-se em floresta particular, com trilhas decoradas com pedras e cacos de cerâmica.
Ao abrigar o acervo de Lina e Pietro, a Casa de Vidro é um espaço de pesquisa e troca de ideias para pesquisadores, profissionais e estudantes do Brasil e do exterior. A Casa, tombada pelo CONDEPHAAT em 1987, hoje abriga a sede do Instituto Lina Bo e P.M. Bardi que tem como objetivo promover e divulgar a arquitetura, design, urbanismo e arte popular brasileira, mantendo vivo o pensamento e obra do casal no cenário cultural brasileiro. (informações retiradas do endereço online do instituto) 
////////
Ambiente externo







Ambientes internos


Sala de estar:



Espreguiçadeira de vaca, não-desenhada por Lina.
Poltrona da lareira não-desenhada por Lina.










Prancheta de uso pessoal de Lina.






Toda a mobília da sala foi desenhada pela Lina Bo. Achei bastante diferente e ao mesmo tempo interessante, Lina não fez instalação de iluminação na sala de estar, ela pensou integralmente no projeto de forma que a sala ficasse posicionada onde 'bate' sol o dia todo. E a noite quando o sol se for, ele optou por usar abajur.

Dormitório de Lina e Pietro




O dormitório também não possui instalação de iluminação, utiliza o mesmo conceito da sala de estar.

Sala de jantar


Eu tirando foto da miniatura da cadeira Zig Zag de Lina Bo.

Cozinha




Essas foram as fotos que consegui. E aí gostaram de conhecer a casa da Lina?