nome blog

Como limpar a parte branca do tênis, sem muito esforço?

27 julho 2017

Hoje, um tutorial acessível e maroto para aquele teu tênis parceiro voltar a ser branco. Encontrei a receita na internet e adaptei. 

antes

Precisarás de:

  • 02 colheres de sopa de bicarbonato de sódio
  • 0,1 litros de de vinagre branco
  • 04 litros de água (aproximadamente)



Adicione o bicarbonato ao vinagre e espere concluir a efervescência. Feito, coloque a mistura na água e mergulhe o calçado.



Deixe agir por 24 horas, retire da água e esfregue com uma escova.

"Cê é linda, cê é boa, cê é importante!"

25 julho 2017

(ph: Tainan Silva)
Não me disseram que sou linda, boa e importante. Demorei, mas, descobri quase sozinha. Algumas mulheres pretas intelectuais me influenciaram. Minha beleza não é só estética. Minha bondade fomenta. Minha importância é peculiar.

Não sou propriedade escravocrata, ou objeto satisfatório, ou fortaleza inabalável. Não sou o que querem que eu seja. Eu sou o que quero ou não, ser. Sinto fraqueza quando preciso sentir. Tenho desejos. Sou meu templo, só meu.

Não preciso de oportunidades por pena, ou perdões forçados. Minha ação é voluntária. Um ou dois perdões não valem para 517 anos.

Não preciso de seu elogio reproduzido impulsivamente. Se sinto orgulho por quem sou não foi tu quem ajudou edificar.

Se preciso de cotas sociais para acessar o conhecimento, não sou privilegiada. A culpa é sua pelo apodrecimento desse sistema sujo.

"Todas as cartas de amor são ridículas"

24 julho 2017

(ilustração de Anja Wicki - via)

uma carta ridícula, à se acumular ridiculamente aos pés da memória; à se arquivar perdidamente, nos ventos que divagam entre as doze colunas do templo que edificam o reino divino...

no navegar dos ares noturno, suspirando no mais compreensivo ritmo, me conduzi à pensar acerca do terremoto que ainda me balança. pusilânime, a julgar pela inofensibilidade que me tens. hora outra, desejei este terremoto e um tanto mais, jurando solenemente que permaneceria feito rochedo.

pobre indivíduo,

gratidão

22 julho 2017

(ilustração de Bodil Jane - via)

não permitirei que partas
se permitires que eu não permita
talvez no futuro encante-me
outra vez,
se permitires.
pela parceria
sincera
momentos
gentileza
após tantos abandonos
idas e não vindas
tentavivas...
sincera gratidão!